Mudança de carreira pode vir com a segunda graduação. Entenda!

24/10/2022

Ao escolher uma profissão, todo estudante sonha com uma carreira estável e o reconhecimento dos colegas e do público. No campo dos planos, tudo é perfeito, mas, infelizmente, a realidade nem sempre é tão doce quanto um sonho.

Várias são as razões que podem fazer com que um profissional se desencante por sua formação: a constatação de que você não tinha maturidade quando fez essa escolha, a decepção com o curso – que não correspondeu às suas expectativas – a dificuldade para encontrar uma colocação no mercado ou simplesmente o desejo de novos desafios.

Para reconquistar a satisfação perdida, uma mudança de carreira pode ser a melhor solução. Mas você sabe como começar a colocar esse plano em prática? Cursar uma segunda graduação é um caminho possível.

No post de hoje, listamos alguns motivos que vão encorajar você a dar essa guinada!

escolher-1.jpg

Sair da zona de conforto

Para algumas pessoas, a segunda graduação pode se tornar a motivação necessária para deixar a zona de conforto. O fato é que, depois de alcançarem determinado estágio, eles tendem a se acomodar.

Nesse sentido, a matrícula em um novo curso é um duplo recomeço: além da mudança de carreira, esse passo também marca o reinício de sua trajetória acadêmica, dando-lhe a oportunidade de conhecer novos colegas e professores.

Muito além do conhecimento acadêmico, essa é uma oportunidade para você expandir seus horizontes pessoais, desligando o piloto automático. O friozinho na barriga também faz brotar novos sonhos, que tornam o seu repertório de vivências pessoais ainda mais rico.

Adquirir novos conhecimentos

Há quem acredite que o maior patrimônio conquistado por um indivíduo ao longo da vida não é material, mas sim o conhecimento. Pensando assim, você não substitui aquilo que aprendeu em sua graduação de origem, mas soma novos saberes ao que já conhecia.

Nesse contexto, é fácil presumir de que há uma valorização no currículo de quem cursa uma segunda graduação.  E adquirir essa nova qualificação tende a levar menos tempo, por meio do aproveitamento de disciplinas – pelo menos as mais básicas – ainda que as áreas sejam distintas.

Uma vez que você conquiste os dois diplomas, terá a liberdade de transitar entre ambas as carreiras e utilizar os conhecimentos de uma para solucionar problemas de outra: as situações são vistas de uma maneira diferente daquela que você se acostumou.

Amplie suas chances de conseguir uma colocação

Por último, nós destacamos o fato de que uma segunda graduação é um diferencial importante para quem está em busca de uma colocação, ainda que você esteja dando os primeiros passos rumo a mudança de carreira.

A explicação é simples: especialmente em tempos de crise econômica, as empresas valorizam os funcionários versáteis, ou seja, aqueles que detém a capacidade de se adaptar às novas situações, sem grandes traumas. Esse comportamento é bastante requisitado, por exemplo, após um corte de custos, onde os que permanecem acumulam funções.

Agora pare para refletir: ao decidir dar um rumo diferente à sua carreira, você já demonstrou, de maneira prática, que não tem medo de desafios: em um momento adverso, os empregadores valorizam o profissional que enxerga uma oportunidade para fazer diferente.

Entusiasmou-se com a possibilidade de uma mudança de carreira? Faça já sua segunda graduação!

Fique por dentro de todas as novidades

Assine nossa Newsletter e receba em seu e-mail conteúdos exclusivos, notícias e oportunidades da nossa Universidade.

Obrigado! Em breve você será contactado.
Oops! Algo deu errado. Tente de novo!